Arquivo do mês: junho 2009

Visa

Visto aprovado!
Faltam 4 diaaaassssss!!

1 comentário

Arquivado em Diário de Bordo

Penguins

3 Comentários

Arquivado em Diário de Bordo

Aprendendo a dizer Não – Parte II

1456

Devemos dizer não para o pecado. Deus nos pede que façamos isso.

Todos conhecem quem foi Caim. Bem antes de Caim matar Abel, Deus vem a Caim porque conhece o que ele estava tramando fazer. Deus chega porque estava preocupado com Caim. Ele nunca foi um Deus indiferente e essa situação é uma das milhares de vezes que Ele alertou.

Há um ano e meio atrás, me envolvi com uma garota que não era cristã e eu era recém convertido. Cometi a besteira de ir à sua casa sabendo que ela estava sozinha e eu sabia que não ia dar em boa coisa, mas eu fui. Eu escolhi dizer sim para uma coisa que eu sabia que estava errada. E chegando lá, o clima começou a esquentar e eu disse sim. Em um instante, percebi que iria transar com aquela garota. Quando percebi que estávamos no ponto crucial e eu já havia dito sim para tudo, vi onde havia chegado. E de repente, eu disse não. Ela não entendeu o porque, eu só disse que precisava ir embora e corri da casa dela. Ela ficou magoada e até hoje me trata com rancor. Isso não me faz especial ou menos pecador, eu fui culpado por todo o resto e não seria menos pecador única e exclusivamente porque eu levei até o fim. Tudo que já havia feito antes com ela já era pecado. Eu disse não e fico feliz em como Deus me deu forças para fazê-lo. Eu sabia que Ele me perdoaria do mesmo jeito se eu tivesse ido até o fim, mas eu escolhi dizer não.  Minhas atitudes não foram nem um pouco admiráveis e se eu precisei dizer não foi exatamente porque eu percebi a que ponto havia chegado e havia chegado a hora de por um fim naquilo.

Posso sair e beber muito. Quem me impediria? Meus pais? Eles nem saberiam disso. Minha namorada? Ela, menos ainda. Escolho dizer não. Sei que vou ser ridicularizado por não ser “descolado”. Mas Jesus ensinou, está ensinado.

Posso baixar pornografia da Internet, a hora que eu quiser, tenho meu notebook e posso trancar a porta do meu quarto. Enquanto escrevo esta mensagem, posso simplesmente deixar-me levar com um clique (infelizmente, me deixei levar várias vezes). Jesus diz que já estamos em pecado se nos imaginamos transando com alguém ou desejando o corpo de outra pessoa. Escolho dizer não porque Ele é a Verdade e tudo o mais que contraria Seus ensinamentos é mentira descarada do diabo. Escolho manter a porta aberta e meus olhos longe do pecado.

Sou jovem e sei que todo jovem é acompanhado daquela arrogância da juventude, ele crê que pode fazer tudo e é dono do mundo. Mas a vida passa bem rápido.

Não desperdice a sua vida. Entregue-a a Jesus Cristo e comece a viver com propósitos – Palavras de John Piper, pregador americano. Deixe de viver para o pecado.

Quando Jesus foi tentado no deserto, Ele passou 40 dias em Jejum e recebeu uma visita nada agradável do sr. diabo. O diabo tentou Jesus a pecar. Mas Ele disse não.

Na carta aos romanos, Paulo fala que já estamos mortos para o pecado e somos feitos novos em Cristo Jesus (6.2-3, 6) . A vida cristã é uma vida feita de escolhas. Quando você diz sim para Jesus, diz não para todo o resto que vai contra aquilo que Ele ensinou.

Diga NAO. Agora.

2 Comentários

Arquivado em Pensamentos

Aprendendo a dizer não – Parte I

mulher

Não faz muito tempo que eu sou cristão, mas parte da minha experiência desde que me converti é a importância de dizer não. Sempre nos é ensinado que nossa conduta cristã deve ser calma, viver uma vida como Jesus viveu, dar a outra face, pacifismo, etc. Verdade, devemos viver como Jesus viveu e seguir o exemplo Dele. Mas isso não é sinônimo de dizer sim para tudo.

Há uma falsa idéia de que nós, tolos, somos idiotas que deixam tudo acontecer e não fazem nada por isso, exatamente por sermos cristãos. Sinceramente, se Jesus disse que deveríamos fazer a diferença, não vejo motivo para aceitarmos. Pelo contrário, Jesus resistiu e devemos seguir o exemplo Dele e resistir a tudo isso. Passividade não é uma atitude cristã, João diz que devemos amar com atitudes (I João 3.18). Não falo de um Jesus militante que ataca seus inimigos ou de uma igreja que utiliza de força física, falo de uma igreja que, em amor, resiste ao mal e evita os conflitos por meio de relacionamentos saudáveis e sinceros.

E amar não significa dizer sim para tudo que dizem por aí. O pai que diz não aos seus filhos quando estes lhe pedem algo, o diz simplesmente porque conhece o melhor para seus filhos. Se você é um pai, entende um pouco quando Deus diz não aos Seus; Ele diz não porque é um Pai e Ele sabe melhor do que ninguém o que é melhor para nós.

Se a pessoa que você curte está destratando e fazendo pouco caso de você, diga não. Com amor e respeito, sem julgar. Simplesmente bote um limite na situação. Botar limites não significa ser menos cristão. Se seus amigos fazem brincadeiras que você não, diga-lhes com carinhos que você simplesmente quer que parem.

Você tem uma amiga que é cristã e transa com seu namorado,, mas insiste que não há nada de errado com isso e você tem medo de falar que isso é errado porque sua amiga é cabeça dura e não escuta quando falam com ela. Aprendi que às vezes ser um bom amigo custa caro. Faça a sua parte e mostre o que a Bíblia diz. Se ela deixar de ser amiga ou se recusar em ouvir, você falou o que era certo. A omissão é pecado e eu preferiria perder um amigo em santidade do que tê-lo e estar em pecado por manter o bico calado.

Seus amigos conseguiram a prova final, roubaram do laptop do professor enquanto ele saiu para uma questão crucial e acabou por esquecer o laptop ligado. Eles vão querer dar a prova para você também porque são bons amigos. Diga não e diga que a atitude está errada.

Faz parte da vida cristã dizer o que é certo segundo as Escrituras. Alguns dias atrás, um amigo querido me contou que todos os homens do cursinho com quem ele estuda gostam de trair suas mulheres. Um dia, ele deu sua opinião e disse que podia sentir a raiva e a frustração dos homens porque ele havia dito isso.

Quando aquele testemunha de Jeová chato aparecer na sua porta para repetir as mesmas coisas, seja educado e diga não ao ensinamento errado e apresente o Evangelho de Jesus que dá salvação.

Nada disso faz com que você seja menos cristão e de maneira nenhuma eu encorajaria que você batesse de frente com tudo, só digo que devemos sim, com amor e atitudes como as de Jesus, lutar pela justiça e pelo respeito. Nunca acuse ou aponte; ensine – Jesus fez assim.

Por causa de um entendimento errado nosso, às vezes nos parece que Jesus foi um cara fraco que não lutou pela justiça, um cara meio hippie, desencanado, levando uma vida tranqüila, amando a natureza, de óculos escuros, tomando sol no deserto e fazendo milagres de vez em quando.

Jesus Cristo não foi nada disso (apesar de eu conseguir imaginá-Lo de óculos escuros). Ele revolucionou toda a humanidade porque Ele disse NAO quando um injustiçado era opresso. Jesus disse NAO quando quiseram matar uma mulher que havia sido pega traindo o marido. Jesus disse NAO quando os religiosos da época destratavam as pessoas. Jesus disse NAO quando o pecado tentou devorar toda a raça humana, Ele preferiu morrer por nós do que ver-nos continuar afundando. Ele disse NAO quando Pedro ameaçou de defendê-Lo da cruz.

Diga NAO à injustiça. Diga NAO à falta de cuidado que as pessoas tem com o planeta que Deus criou. Diga NAO quando alguém começar uma briga ou quando seu irmão pentelho tenta de tudo para tirá-lo do sério.

Diga NAO.

4 Comentários

Arquivado em Pensamentos

Docs OK!

Deixe um comentário

Arquivado em Diário de Bordo

Jesus acredita em nós

Um dia desses eu estava lendo um casualmente um texto que falava sobre Mateus 5. Mateus 5 é o capitulo inicial do Sermão do Monte. Nesse discurso famoso, Jesus começa falando das pessoas bem-aventuradas e logo depois as chama de luz do mundo e sal da terra (v. 13-14).

Quando observo o que havia acontecido antes de Jesus subir no monte para fazer seu famoso discurso, a Bíblia diz que Ele havia curado muitas pessoas e Sua fama tinha se espalhado pelo Oriente Próximo.  Jesus estava atraindo multidões para si por meio dos milagres que fazia, todos queriam ver quem era esse que fazia tantos milagres e tinha uma maneira tão diferente e amorosa de lidar com as pessoas à sua volta. As pessoas que mais vinham a Jesus eram aquelas com infinitos problemas, seja de saúde ou de relacionamento, e queriam a Sua cura ou ouvir Suas palavras de sabedoria. Jesus sobe no monte e começa a ensinar. Me fascina o que Jesus faz: primeiro, Ele cita o tipo de pessoa mais ridicularizada, mais perseguida, gente sofrida e promete que um dia tudo lhes seria recompensado. Jesus diz aprova a atitude humilde daquelas pessoas e logo depois diz que eles são a luz do mundo e o sal da terra. Em outras palavras, Jesus diz que eles são como um presente em um mundo ruim, eles são aqueles que podem mudar o mundo.

Ao olharmos um pouco a fundo nas Escrituras, vemos que Deus sempre usou e se atentou a pessoas ridicularizadas e com problemas de auto-estima. Dê uma olhada no caso de Moisés, um homem ao quem lhe fora dada a missão de libertar o seu povo, Deus mesmo falou com ele em voz audível. E qual foi a reação de Moisés? “Ó Senhor, eu nunca tive facilidade para falar, nem antes nem agora, depois que começaste a falar comigo. Quando começo a falar, eu sempre me atrapalho.”. Deus responde: “Quem dá a boca ao ser humano? Quem faz com que ele seja surdo ou mudo Quem lhe dá vista ou faz com que fique cego? Sou eu, Deus, o Senhor. Agora vá, pois eu o ajudarei a falar e lhe darei o que deve dizer.”. Mesmo assim, Moisés insistiu: “Não, Senhor. Por favor, manda outra pessoa.” (Êxodo 4.10-13).

Na história do endemoninhado geraseno, Jesus expulsa diversos demônios do corpo de um homem e este homem quer seguir Jesus. Jesus porém disse não e pediu que o homem voltasse à sua cidade e contasse a todos o que Deus tinha feito por ele (Marcos 5.1-19). Jesus acreditou nele. Jesus acreditou que aquele homem podia anunciar àquela cidade tudo de bom que lhe havia acontecido.

Quando Jesus estava caminhando sobre o mar, Pedro faz o mesmo. Ele vê o seu Mestre e quer fazer a mesma coisa. E faz. Mas enquanto caminhava, teve medo e começou a afundar. Quando Jesus o puxa de volta à superfície, logo diz: “por que você duvidou?” – Pedro não duvidou de Jesus, Ele já estava andando sobre a água. Pedro duvidou de si (Mateus 14.22-32)

Um dos trechos mais citados nas igrejas é a história da mulher adúltera (João 8.1-11). Quando Jesus acabou de salvar a mulher de um apedrejamento, Ele lhe diz “Vá e não peque mais”. Jesus também acreditou nela, nunca eu conseguiria imaginar que Jesus disse isso da boca pra fora.

Antes de Jesus ser crucificado, disse que todo aquele que crer Nele fará coisas ainda maiores do que aquelas que Ele fez (João 14.12). Em outras palavras, Jesus jogou a bola para nós.

Consigo imaginar como foi quando Jesus escolheu os Seus apóstolos. Jesus era um grande mestre que realizava sinais e curas sobrenaturais, além de uma sabedoria maravilhosamente espetacular. Na época, os mestres de Israel só escolhiam os melhores dos melhores dos melhores para ensiná-los. Ninguém queria ter um pescador ou um cobrador de impostos como discípulo, queriam somente aqueles que tinham o melhor desempenho estudantil, aqueles que eram no mínimo brilhantes. E imagino como deve ter frustrado muito os religiosos da época quando Jesus não os chamou para serem Seus discípulos. Esses religiosos da época eram homens que conheciam as Escrituras de ponta a ponta e eram muito admirados. Mas não foram eles que Jesus escolheu. Jesus escolheu homens comuns, pescadores, cobradores de impostos, operários. Jesus acreditou nesses homens. Um grupo formado por 12 homens, aos quais nenhum crédito era dado, estes eram homens simples e “sem graça”. Os religiosos da época no mínimo odiaram o que Jesus fez e muitos devem ter sentido inveja e frustração.

E Jesus acreditou neles. Hoje em dia, por volta de 1.4 bilhões de pessoas professam fé em Cristo. Por todos os confins da terra, o número de pessoas que já ouviram falar de Jesus em relação ao número daqueles que nunca ouviram falar é pouco. E isso é resultado do trabalho que começou com 12 homens escolhidos pessoalmente pelo próprio Jesus para iniciar a Sua igreja.  Ninguém daria nada por estes homens. Mas, como diz um pregador conhecido meu, acima de quem somos, é mais importante quem podemos ser em Cristo Jesus.

Jesus nos capacita para realizar aquilo que Ele quer que façamos. Jesus lhe dará as ferramentas necessárias para você fazer o que Ele que você faça. Jesus abençoou você para ser benção para outras pessoas. Jesus chamou você para ser luz em um mundo tenebroso.

Amigo, amiga,

Jesus acredita em você.

5 Comentários

Arquivado em Pensamentos

Pré-embarque

Bem, viagem confirmadíssima

– Passagem aérea com saída de Guarulhos dia 4 de julho às 01:25 AM com a Emirates.

– Escala em Dubai às 23:05h horário local

– Chegada em Beijing às 15:30h 

A China é considerado o 12º país mais perigoso no mundo para um cristão, segundo classificação do ministério Portas Abertas

Será uma experiência no mínimo muito peculiar.
Mais detalhes em breve =)

5 Comentários

Arquivado em Diário de Bordo