Jesus acredita em nós

Um dia desses eu estava lendo um casualmente um texto que falava sobre Mateus 5. Mateus 5 é o capitulo inicial do Sermão do Monte. Nesse discurso famoso, Jesus começa falando das pessoas bem-aventuradas e logo depois as chama de luz do mundo e sal da terra (v. 13-14).

Quando observo o que havia acontecido antes de Jesus subir no monte para fazer seu famoso discurso, a Bíblia diz que Ele havia curado muitas pessoas e Sua fama tinha se espalhado pelo Oriente Próximo.  Jesus estava atraindo multidões para si por meio dos milagres que fazia, todos queriam ver quem era esse que fazia tantos milagres e tinha uma maneira tão diferente e amorosa de lidar com as pessoas à sua volta. As pessoas que mais vinham a Jesus eram aquelas com infinitos problemas, seja de saúde ou de relacionamento, e queriam a Sua cura ou ouvir Suas palavras de sabedoria. Jesus sobe no monte e começa a ensinar. Me fascina o que Jesus faz: primeiro, Ele cita o tipo de pessoa mais ridicularizada, mais perseguida, gente sofrida e promete que um dia tudo lhes seria recompensado. Jesus diz aprova a atitude humilde daquelas pessoas e logo depois diz que eles são a luz do mundo e o sal da terra. Em outras palavras, Jesus diz que eles são como um presente em um mundo ruim, eles são aqueles que podem mudar o mundo.

Ao olharmos um pouco a fundo nas Escrituras, vemos que Deus sempre usou e se atentou a pessoas ridicularizadas e com problemas de auto-estima. Dê uma olhada no caso de Moisés, um homem ao quem lhe fora dada a missão de libertar o seu povo, Deus mesmo falou com ele em voz audível. E qual foi a reação de Moisés? “Ó Senhor, eu nunca tive facilidade para falar, nem antes nem agora, depois que começaste a falar comigo. Quando começo a falar, eu sempre me atrapalho.”. Deus responde: “Quem dá a boca ao ser humano? Quem faz com que ele seja surdo ou mudo Quem lhe dá vista ou faz com que fique cego? Sou eu, Deus, o Senhor. Agora vá, pois eu o ajudarei a falar e lhe darei o que deve dizer.”. Mesmo assim, Moisés insistiu: “Não, Senhor. Por favor, manda outra pessoa.” (Êxodo 4.10-13).

Na história do endemoninhado geraseno, Jesus expulsa diversos demônios do corpo de um homem e este homem quer seguir Jesus. Jesus porém disse não e pediu que o homem voltasse à sua cidade e contasse a todos o que Deus tinha feito por ele (Marcos 5.1-19). Jesus acreditou nele. Jesus acreditou que aquele homem podia anunciar àquela cidade tudo de bom que lhe havia acontecido.

Quando Jesus estava caminhando sobre o mar, Pedro faz o mesmo. Ele vê o seu Mestre e quer fazer a mesma coisa. E faz. Mas enquanto caminhava, teve medo e começou a afundar. Quando Jesus o puxa de volta à superfície, logo diz: “por que você duvidou?” – Pedro não duvidou de Jesus, Ele já estava andando sobre a água. Pedro duvidou de si (Mateus 14.22-32)

Um dos trechos mais citados nas igrejas é a história da mulher adúltera (João 8.1-11). Quando Jesus acabou de salvar a mulher de um apedrejamento, Ele lhe diz “Vá e não peque mais”. Jesus também acreditou nela, nunca eu conseguiria imaginar que Jesus disse isso da boca pra fora.

Antes de Jesus ser crucificado, disse que todo aquele que crer Nele fará coisas ainda maiores do que aquelas que Ele fez (João 14.12). Em outras palavras, Jesus jogou a bola para nós.

Consigo imaginar como foi quando Jesus escolheu os Seus apóstolos. Jesus era um grande mestre que realizava sinais e curas sobrenaturais, além de uma sabedoria maravilhosamente espetacular. Na época, os mestres de Israel só escolhiam os melhores dos melhores dos melhores para ensiná-los. Ninguém queria ter um pescador ou um cobrador de impostos como discípulo, queriam somente aqueles que tinham o melhor desempenho estudantil, aqueles que eram no mínimo brilhantes. E imagino como deve ter frustrado muito os religiosos da época quando Jesus não os chamou para serem Seus discípulos. Esses religiosos da época eram homens que conheciam as Escrituras de ponta a ponta e eram muito admirados. Mas não foram eles que Jesus escolheu. Jesus escolheu homens comuns, pescadores, cobradores de impostos, operários. Jesus acreditou nesses homens. Um grupo formado por 12 homens, aos quais nenhum crédito era dado, estes eram homens simples e “sem graça”. Os religiosos da época no mínimo odiaram o que Jesus fez e muitos devem ter sentido inveja e frustração.

E Jesus acreditou neles. Hoje em dia, por volta de 1.4 bilhões de pessoas professam fé em Cristo. Por todos os confins da terra, o número de pessoas que já ouviram falar de Jesus em relação ao número daqueles que nunca ouviram falar é pouco. E isso é resultado do trabalho que começou com 12 homens escolhidos pessoalmente pelo próprio Jesus para iniciar a Sua igreja.  Ninguém daria nada por estes homens. Mas, como diz um pregador conhecido meu, acima de quem somos, é mais importante quem podemos ser em Cristo Jesus.

Jesus nos capacita para realizar aquilo que Ele quer que façamos. Jesus lhe dará as ferramentas necessárias para você fazer o que Ele que você faça. Jesus abençoou você para ser benção para outras pessoas. Jesus chamou você para ser luz em um mundo tenebroso.

Amigo, amiga,

Jesus acredita em você.

Anúncios

5 Comentários

Arquivado em Pensamentos

5 Respostas para “Jesus acredita em nós

  1. Texto incrível!

    Precisamos nos lembrar sempre dessa verdade. Muitos podem não nos o menor crédito em determinadas situações, mas Jesus, a Luz do Mundo, acredita em nós.

    Quer coisa melhor?

    Um abraço

  2. Lalá

    Engraçado que Ele não passa a bola pra gente por precisar da gente, né? Ele poderia fazer tudo sozinho, sem nos dar responsabilidade nenhuma….
    Mas é tao bom quando alguém que você admira e ama te dá um voto de confiança, acredita em você e diz “você vai se dar bem nessa tarefa, tenho certeza, vai lá”
    Nunca tinha pensado nisso…
    Deus te abençoe, gatinho!
    Beijo da sua namorada babona! Amo muito!

  3. velho, não te conheco, mas muito louco seu blog. curti mesmo. parabéns!

    fica com Deus
    abraçooo

  4. Gostei da interpretação do texto de Mateus 5. Como o próprio Jesus diria no Evangelho de João: “Não fostes vós que me escolhestes, mas eu vos escolhi a vós”. Obrigado pela visita ao meu blog. Parabéns pelo texto.

    Graça e Paz.

  5. Paulo Guilhoto Adorno

    Amado gostei, demais do seu texto, parabéns
    fica com DEUS
    um grande abraço

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s