No ritmo certo

Dois rapazes que fazem parte da minha igreja tiveram a idéia de criar uma bateria, como aquelas baterias de escola de samba ou de faculdades, como a Politécnica-USP. Além de ser muito divertido, promove integração e quem sabe num futuro (próximo, espero eu), nós possamos começar a usar isso para chamar a atenção e evangelizar. Sinceramente, quando começamos eu não achei que seriamos capazes de conseguir tocar alguma coisa antes de algumas boas semanas de ensaio. Não porque seja impossível, mas porque a chave da bateria é a sincronia.
São diversos instrumentos, cada um com seu som distinto e batida diferente e cada um precisa estar atento ao seu próprio instrumento e de todos os outros, éramos um corpo, cada um com sua função separada, mas com um objetivo único. Se alguém toca prestando atenção única e exclusivamente no seu trabalho, a música se perde, pois envolve a cooperação de todos. Se alguém erra, o objetivo dos outros é ajudar aquele que errou a entrar de novo no ritmo e achar o compasso correto, não olhar feio e reclamar ou até mesmo dificultar. Ninguém quer mostrar que é melhor do que ninguém, mas simplesmente se esforçar e melhorar para que a bateria inteira melhore.
Um corpo como a Igreja de Cristo. Paulo retrata a Igreja como um corpo, cada órgão com suas funções individuais (1 Coríntios 12.12-31). Paulo diz que nós somos semelhantes a uma unidade orgânica na qual cada um deve fazer aquilo que lhe foi designado segundo os seus dons e não se deve invejar os que possuem função mais complexa e muito menos menosprezar aqueles que possuem função mais simples, pois um corpo precisa de todas as suas partes funcionando com saúde e quando um órgão sofre, o corpo todo sofre com ele. Quando um membro do corpo de Cristo sofre, a igreja sofre.
O que nos falta é isso, enxergar a Igreja como uma bateria. Se alguém errar, precisamos ajudar a entrar no ritmo novamente e não nos gabarmos de que já estamos bem treinados e não erramos. O trabalho precisa ser individual e em equipe e não somente individual nem exclusivo em equipe.
Sempre buscando o ritmo certo e a harmonia.

Anúncios

2 Comentários

Arquivado em Pensamentos

2 Respostas para “No ritmo certo

  1. Lalá

    Sensacional a comparação! =) Grande sacada….eu nao tinha parado pra pensar nisso. Gostei!

  2. nilcea trigo

    antes desse post eu imaginava um grande coral no céu…

    agora, imagino um grande coral…. com uma bateria !!!!

    hehe

    PS já toquei caixa na fanfarra da escola. isso em encanta!!!

    parabéns a todos e que no restante do trabalho do Pai vcs tb se sincronizem tão rápido!

    bjs mil <<

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s